ESTUDOS E PROJETOS  
   
     
   
     
 
SIGA Guandu

O Sistema de Informações Geográficas e Geoambientais das Bacias Hidrográficas dos Rios Guandu, da Guarda, Guandu Mirim com foco em Recursos Hídricos e Meio Ambiente (SIGA-Guandu) é um sistema de coleta, tratamento, armazenamento, recuperação e geração de informações geográficas sobre recursos hídricos das Bacias Hidrográficas dos Rios Guandu, da Guarda, Guandu Mirim, desenvolvido em uma linguagem de fácil compreensão e com interface de fácil acesso.

Lançado ao público em 11 de janeiro de 2016, o SIGA Guandu apresenta, entre outros, da­dos atualizados sobre os reservatórios que drenam para o Rio Guandu, além de informações sobre água, PIB e saneamento dos quinze municípios da Região Hidrográfica – II, individual­mente ou em conjunto. Além de fonte de consulta, o SIGA serve para fins de planejamento e análise da segurança hídrica. Além disso, oferece boletins periódicos e previsão meteorológica.

Ao acessar o SIGA Guandu, o usuário encontrará alguns dos produtos desenvolvidos no projeto, descritos a seguir:

Sala de Situação

Na "Sala de Situação" é possível acompanhar a vazão e nível dos reservatórios e dos pontos de monitoramento das Bacias Hidrográficas dos Rios Guandu, da Guarda e Guandu-Mirim. Estas informações são atualizadas diariamente, de modo automático, na medida em que os dados são publicados pela ANA - Agência Nacional de Águas. Estão disponíveis nesta área, também, os relatórios diários e semanais dos reservatórios, um link para acessar outros dados de telemetria na página web da ANA - Agência Nacional de Águas, informações de previsão do tempo para cada município da bacia e outros links importantes.

Observatório

Na seção "Observatório" estão disponibilizados informações e indicadores sobre os municípios e sobre toda a bacia de forma simples e intuitiva. Para verificar a lista de informações disponíveis, o usuário poderá definir os níveis de consulta a partir de um Município, Comitê, Estado ou Bacia.

SIGA WEB

Ao clicar sobre o botão "SIGA WEB", o usuário será direcionado para um Sistema de Informações Geográficas Web das Bacias Hidrográficas dos Rios Guandu, da Guarda e Guandu-Mirim, onde terá acesso a um banco de dados espaciais com grande volume de dados sobre a bacia. Neste sistema, o usuário poderá escolher entre mais de 1.300 camadas (layers) para baixar em formato ESRI shapefile (*.shp) ou Google KML.

Publicações

Na seção "Publicações", o usuário poderá verificar todas as publicações (produtos/relatórios) referentes aos resultados dos projetos realizados nas Bacias Hidrográficas dos Rios Guandu, da Guarda e Guandu-Mirim.

Projetos

Por fim, na seção "Projetos", estão disponibilizados de forma transparente alguns relatórios de acompanhamento do Plano de Aplicação Plurianual – PAP, dos projetos executados por Comitê e fichas detalhadas com todas informações de cada projeto realizado.


Clique aqui para acessar o SIGA Guandu.

Plano Associativo de Combate às Queimadas e Incêncios Florestais na Bacia Hidrográfica dos Rios Guandu, da Guarda e Guandu-Mirim

O Plano Associativo de Combate à Queimadas surgiu como uma das iniciativas do Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Contribuintes à Baía de Sepetiba - Comitê Guandu a partir das recomendações do Plano Estratégico de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica dos Rios Guandu, Guarda e Guandu Mirim - PERH Guandu (ANA, 2007). O PERH Guandu aponta, entre outras recomendações, a necessidade de preservação dos remanescentes florestais existentes na RH II com a finalidade de garantir a qualidade e disponibilidade de água para abastecimento da Região Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ).

O Relatório Final é o resultado de um trabalho iniciado em julho de 2012 e finalizado em fevereiro de 2014, envolvendo: o levantamento de dados sobre a capacidade institucional das entidades atuantes na prevenção e combate às queimadas e incêndios florestais, e a realização de uma análise ambiental da RH II, com identificação das áreas críticas e prioritárias para ações de prevenção e combate, que culminou na elaboração do Plano Associativo. Ressalta-se a importância do processo participativo nas discussões do diagnóstico e na validação das proposições para o Plano, traduzido em encontros de mobilização e oficinas realizadas durante a vigência do projeto, com a participação de diversas instituições que atuam nas áreas de comunicação e educação, prevenção e combate, pesquisa e monitoramento de queimadas e incêndios florestais.

Clique aqui para acessar o Relatório Final

Programa de Auxílio à Pesquisa

O objetivo do Comitê Guandu com este programa é promover a obtenção de dados que possam contribuir para o desenvolvimento institucional e dos instrumentos de gestão dos recursos hídricos da Região Hidrográfica II - Guandu através da seleção de projetos para concessão de auxílio financeiro, sendo estes para elaboração de projetos de conclusão de curso de graduação, especialização, dissertações de mestrado, teses de doutorado ou outras modalidades de estudos sobre a área de abrangência do Comitê Guandu.

A ideia é fomentar a produção acadêmica na região da Bacia, além de subsidiar as discussões com dados técnicos. Assim, cada edital seleciona trabalhos de monografia, mestrado, doutorado e estudos diversos. Desde sua primeira edição, em 2012, o programa já ultrapassou a marca de 100 projetos apoiados. Até o ano de 2017, foram realizadas 6 seleções.

Os recursos concedidos são previstos no Plano de Aplicação Plurianual (PAP) do Comitê Guandu-RJ que destina 3,5% de sua arrecadação anual para investimento em pesquisa. O PAP é o instrumento de planejamento e orientação dos desembolsos a serem executados com recursos da cobrança pelo uso da água. Para participar, os interessados devem inscrever projetos que tratem de assuntos relacionados a recursos hídricos dentro da área de abrangência da Região Hidrográfica II – Guandu

Os projetos já concluídos podem ser acessados, no SIGA, pelos links abaixo:

Monografias
Artigos e outros
Dissertações de mestrado
Teses de doutorado
Plano de Contingência para Abastecimento de Água

O Plano de Contingência para Abastecimento de Água é um conjunto de documentos que definem ações específicas e integradas, de diferentes tipos (preventivas, de preparação, resposta, recuperação e mitigação), baseadas em procedimentos e abordagens técnicocientíficas, com apoio de bases de dados e informações (e sistemas de informação geográfica), e no envolvimento e interação de múltiplos atores, quando em situações de emergência ambiental e que possam pôr em risco o fornecimento de água bruta para fins de abastecimento público.

O enfoque principal deste Plano são situações de acidentes, que possam gerar poluição acidental, atingindo mananciais superficiais e afetar captações utilizadas para abastecimento público. O objeto principal é a área de contribuição hidrográfica do sistema de captação e ETA Guandu, por seu caráter estratégico para a Região Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ), a qual, atualmente, não apresenta outras alternativas de mesma magnitude para seu abastecimento, salvo em situações emergenciais e de pequeno tempo de duração. Ademais, devido à dependência da transposição de água, também se constituem áreas estudadas um trecho da bacia do rio Paraíba do Sul e a bacia do rio Piraí, como elementos de transposição para a bacia do rio Guandu.

Com base em um extenso diagnóstico de cenários de riscos potenciais ao longo da Região Hidrográ­fica, o Plano sugere uma série de ações integra­das de prevenção e resposta em caso de aciden­tes que possam comprometer os corpos hídricos da Bacia. Finalizado em 2015, está em fase de ar­ticulação junto às instituições envolvidas, sendo o único Plano deste segmento no Estado.

Clique aqui para acessar o Resumo Executivo.

Produtores de Agua e Floresta – PAF Rio Claro

O Projeto Produtores de Água e Floresta (PAF) é uma iniciativa de Pagamento por Ser­viços Ambientais (PSA), iniciado em 2008, em que são incentivadas ações de restauração e conserva­ção florestal através da compensação monetária aos produtores rurais no município de Rio Claro. Participam do projeto 67 produtores, somando 4.036 hectares conservados e 514 ha restaurados. Devido ao sucesso do PAF, foi criado o Programa de Pagamento por Serviços Ambientais na Região Hidrográfica II (PRO-PSA Guandu). Ele visa a con­tribuir para a adoção de práticas de conservação e restauração ambiental em outras áreas da Região Hidrográfica Guandu.

Monitoramento da Qualidade da Água do Rio Piraí à montante de Tocos, na Região Hidrográfica II - Guandu

Este programa tem por objetivo monitorar a qualidade de água do Rio Piraí e seus afluentes a montante do Túnel de Tocos, barragem que direciona a água para o Ribeirão das Lajes.

O reservatório de Lajes, tem importância estratégica para o município do Rio de Janeiro e seus municípios adjacentes, para a geração de energia, e reserva hídrica estabelecida pelo setor elétrico. Parte significativa das águas do reservatório de Lajes chegou a ser considerada como de classe especial, devido às ótimas condições de qualidade e de proteção da bacia de drenagem, porém estudos recentes indicam que essa classificação não se manteve com o tempo (SONDOTÉCNICA/ANA, 2006). Dentre os motivos para a citada queda de qualidade estaria a introdução de criação de peixes em tanques-rede, a poluição gerada pelas práticas esportivas com utilização de motor a combustão e descargas de esgotos domésticos. Posto isso, se torna necessário ações para mitigar os impactos destas atividades antrópicas situadas a montante do túnel de desvio do reservatório de Tocos.

Foram realizados com recursos da cobrança pelo uso da água da RH II dois diagnósticos: um de Novembro/2011 a Dezembro/2012 e outro entre Janeiro e Dezembro/2016. A realização dos diagnósticos possibilitou identificar a qualidade das águas do rio, bem como, identificar a presença de fontes poluentes e suas flutuações ao longo de períodos sazonais, através da análise de diversos parâmetros químicos e microbiológicos em campanhas de monitoramento e aplicação de indicadores e índices ambientais.

Clique e acesse:
Relatório Consolidado – Novembro/2011 a Dezembro/2012
Relatório Consolidado – Janeiro a Dezembro/2016

Educação Ambiental
Concurso “O Fantástico Mundo da Água”

O Concurso “O Fantástico Mundo da Água” trata-se de uma ação de Educação Am­biental do Comitê Guandu.

Sua primeira edição, realizada entre os anos de 2016 e 2017 foi na modalidade “Desenho e Pintura” e envolveu mais de 900 alunos com idade entre 3 e 18 anos de escolas da RH-II na modalidade desenho e pintura.

Os trabalhos, divididos em 4 categorias de acordo com faixas etárias, foram avaliados por alunos de Belas Artes da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Foram premiadas 320 crianças.

Clique aqui para acessar Resumo sobre o projeto.

Combate à Poluição e Adaptação à Escassez Hídrica

O projeto Combate à Poluição e Adaptação à Escassez Hídrica: Empoderamento político-social em prol da efetividade de ações na bacia do rio Guandu, selecionado por meio do Edital nº 03/2014, consistiu na realização de cursos/encontros para formação técnico-institucional, com a discussão sobre o papel do Comitê da Bacia Hidrográfica, sobre noções técnicas de gerenciamento e gestão das águas, com foco no controle ambiental e na abordagem do uso racional desse recurso.

Foi extensivo a todos os municípios da bacia e proporcionou ação educativa para um grupo formado por representantes (usuários, organizações civis e poder público) dos 15 (quinze) municípios. A ação educativa teve como objetivo a ampliação da percepção e dos conhecimentos aplicados à gestão de recursos hídricos, tendo como base o entendimento do Plano Estratégico de Recursos Hídricos e do Plano de Aplicação Plurianual.

Clique aqui para acessar o Relatório Final.

Semeia Guandu

O Projeto Semeia Guandu foi selecionado por meio do Edital AGEVAP nº 03/2014 e teve por objetivo sensibilizar e fomentar uma nova atitude ambiental nas lideranças naturais e demais atores socioambientais dos municípios abrangidos pelas bacias hidrográficas dos rios Guandu, da Guarda e Guandu-Mirim, através da realização de Oficinas nos municípios da RH II.

Planos Diretores de Municípios da RH II
 
     
     
 
Atendimento ao Público / Correspondências
Avenida Ministro Fernando Costa, 775 (sala 203)
Fazenda Caxias - Seropédica/RJ - CEP 23895-265
(Altos da Farmácia Universitária)
APA Guandu / CAR / Reuniões do Comitê
Rodovia BR 465, km 7 (Campus da UFRRJ)
Prédio da Prefeitura Universitária
Seropédica/RJ - CEP 23897-000
   
Tel: (21) 3787 3729
E-mail:guandu@agevap.org.br
       
Facebook Twitter