NOTÍCIAS  
   
 
 
 

Índice de Saúde da Água e Manual Operativo do Plano de Bacia são temas de câmara técnica conjunta


Foto: Antonio Mendes

Maria Clara (CI - Brasil) apresenta e debate os resultados do projeto Índice de Saúde da Água com membros da Câmara Técnica


12-04-2019

O Comitê Guandu-RJ realizou ontem pela manhã, no auditório da biblioteca central da UFRRJ, em Seropédica/RJ, uma reunião conjunta de câmaras técnicas para debater os resultados do projeto índice de saúde da água e o manual operativo do Plano Estratégico de Recursos Hídricos. Mediados por Markus Budzynk (ADEFIMPA), coordenador da Câmara Técnica de Estudos Gerais e Wladmir Loureiro (FAM-Rio), coordenador da Câmara Técnica de Instrumentos Legais e Gestão, os projetos foram apresentados e receberam contribuições dos membros.

O projeto Índice de Saúde da Água é realizado pela ONG Conservação Internacional Brasil (CI - Brasil) em parceria do Comitê Guandu-RJ, e conta com a participação da CI-América Latina, do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, Centro Del Agua para América Latina e Caribe – Núcleo Estratégico de Decisiones (CDA-NED), e da Firjan, e trazem dados sobre a qualidade das águas da Bacia do Guandu-RJ, que abastece cerca de 12 milhões de pessoas na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. O projeto, financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), contou também com base de dados fornecidos pelo INEA, ANA, prefeituras e outros órgãos que possuem informações sobre as bacias. As análises foram feitas nas bacias hidrográficas de Bogotá (Colômbia), Alto Mayo (Peru) e da Região Hidrográfica II (Guandu-RJ) no Brasil. Além de trazer informações sobre a qualidade e quantidade da água, bem como dados gerais de todo ecossistema, o projeto explica a importância da participação de toda sociedade na conservação e melhoria da saúde da água. O índice foi desenvolvido em três eixos: Vitalidade do Ecossistema, Serviços Ecossistêmicos e Governança das Águas. Os resultados foram apresentados por Maria Clara Marques, especialista da CI Brasil. Todo estudo será divulgado à população em um evento no dia 26 de abril, no auditório da Firjan, no Centro do Rio.

Já o manual operativo é um dos produtos do Plano Estratégico de Recursos Hídricos, resultado de 2 anos de estudos, que estruturaram um planejamento com ações priorizadas para os próximos 25 anos. O Comitê Guandu-RJ é o segundo do Brasil a ter um manual operativo de seu plano que explica detalhadamente o que, como, quando e como executar as ações necessárias para a melhoria da quantidade e qualidade da água.  Para buscar as soluções para a disponibilidade hídrica de forma sustentável a região foi destacada em seis agendas: indústria e mineração; energia e infraestrutura hídrica; agropecuária; conservação ambiental; demanda e comprometimento da água e; saneamento. Para alcançar os objetivos dessas agendas o plano foi construído dentro de quatro possíveis cenários políticos, sociais e econômicos, e estruturado em uma proposta de 8 Agendas, 40 Programas e 119 ações. No total são previstos investimentos da ordem de R$ 2.271.840.000,00 (dois bilhões, duzentos e setenta e um milhões, oitocentos e quarenta mil reais).

As próximas reuniões de Câmara Técnica estão marcadas para o dia 9 de maio.

COMUNICAÇÃO COMITÊ GUANDU
Telefone: (21) 3787 3729
E mail: comunicacao.guandu@agevap.org.br

 
   
  Fotos relacionadas  
 
 
   
     
  Outras notícias  
     
 
     
  Mais Notícias »  
     
 
Atendimento ao Público / Correspondências
Avenida Ministro Fernando Costa, 775 (sala 203)
Fazenda Caxias - Seropédica/RJ - CEP 23895-265
(Altos da Farmácia Universitária)
APA Guandu / CAR / Reuniões do Comitê
Rodovia BR 465, km 7 (Campus da UFRRJ)
Prédio da Prefeitura Universitária
Seropédica/RJ - CEP 23897-000
   
Tel: (21) 3787 3729
E-mail:guandu@agevap.org.br
       
Facebook Twitter