NOTÍCIAS  
   
 
 
 

Produtores de Rio Claro/RJ recebem pagamento por serviços ambientais


Foto: Antonio Mendes

Agentes da preservação, produtores são retribuídos financeiramente pelo Comitê


23-09-2019

O Comitê Guandu-RJ e a prefeitura de Rio Claro/RJ realizaram no sábado, 21, dia árvore, o pagamento aos produtores rurais de Lídice, distrito de Rio Claro/RJ, participantes do programa Produtores de Água e Floresta (PAF). Foram 175 mil reais a 64 produtores. Só em 2019, mais de 350 mil foram pagos aos participantes deste projeto que já resultou na conservação e recuperação de mais de 4 mil hectares de Mata Atlântica.

A cerimônia de pagamento desses ‘agentes ambientais’ aconteceu na casa de Cultura de Rio Claro/RJ e contou com a participação do Prefeito José Osmar, do Secretário Municipal de Meio Ambiente, Lázaro José Barbosa Lopes, da responsável técnica do programa, a engenheira florestal Gabriela Teixeira, e dos colaboradores da nova empresa executora do PAF, a Água e Solo. Além do pagamento, foram apresentadas aos produtores as novas regras de valoração do projeto, que buscam maiores resultados ambientais e consequentemente, retribuições financeiras aos participantes. Essas novas regras têm como objetivo, além de preservar a mata nativa, olhar para áreas das propriedades destinadas à produção, incentivando os proprietários a adotarem práticas conservacionistas, de modo a melhorar a provisão de serviços ecossistêmicos e, também, a produtividade e a rentabilidade das propriedades. Propriedades que não fazem uso de agrotóxicos e que tenham vegetação que atraiam a fauna (pássaros e outros animais nativos) receberão mais em retribuição financeira, por exemplo. Os pagamentos variam de 500 (mínimo) a 28 mil reais (máximo), dependendo da área conservada ou preservada. “Além dos ganhos ambientais e sociais o Produtores de Água e Floresta projeta o nome do município para dentro e fora do Brasil. A cidade viu empresas indo embora nos últimos anos, fechando duas mil vagas de trabalho. O programa, através dessa parceria entre a prefeitura e Comitê, vem na contramão desse processo, traz ganhos à população e o meio ambiente, e aumenta ainda mais nosso potencial turístico que movimenta e traz crescimento para a cidade”, explicou o prefeito José Osmar.

Durante a cerimônia foi apresentada ainda a nova empresa executora do projeto, a Água e Solo. Instalada em Lídice, a empresa conta com engenheiro florestal, técnico ambiental e administrativo que visitarão as propriedades dando apoio técnico aos produtores. Além de insumos, adubos e outros aportes, para monitorar as propriedades e buscar informações para diagnóstico e comprovação de restauração e conservação, a empresa fará uso de drones que filmam e fotografam com clareza objetos no solo de apenas 30 cm.

Devido aos bons resultados o programa foi ampliado. 30 produtores já foram selecionados nos municípios de Mendes, Vassouras e Engenheiro Paulo de Frontin/RJ. A meta é a preservação de cerca de mil hectares de matas e a recuperação de cinquenta hectares, na sub-bacia de Sacra Família. Os rios dos municípios onde o programa é desenvolvido são contribuintes à bacia do Guandu-RJ, responsável pelo abastecimento de mais de nove milhões de pessoas na região metropolitana do Rio de Janeiro. 

COMUNICAÇÃO COMITÊ GUANDU
Telefone: (21) 3797 3729
E mail: comunicacao.guandu@agevap.org.br

 
   
     
  Outras notícias  
     
 
     
  Mais Notícias »  
     
 
Atendimento ao Público / Correspondências
Avenida Ministro Fernando Costa, 775 (sala 203)
Fazenda Caxias - Seropédica/RJ - CEP 23895-265
(Altos da Farmácia Universitária)
APA Guandu / CAR / Reuniões do Comitê
Rodovia BR 465, km 7 (Campus da UFRRJ)
Prédio da Prefeitura Universitária
Seropédica/RJ - CEP 23897-000
   
Tel: (21) 3787 3729
E-mail:guandu@agevap.org.br
       
Facebook Twitter