Dando continuidade ao processo de elaboração de seu Programa Municipal de Educação Ambiental, Barra do Piraí realizou ontem, dia 02 de maio, Audiência Pública do ProMEA. A Audiência, feita em conjunto pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Guandu, pela Associação Pró-Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (Agevap), pelo Grupo Myr, e com o apoio da Prefeitura Municipal, aconteceu no Auditório da Secretaria Municipal de Educação, de 9h às 12 horas, e contou com a presença de 31 participantes.

O evento faz parte da etapa de consolidação do ProMEA e teve como objetivo apresentar a minuta final do decreto do Programa de Educação Ambiental de Barra do Piraí para análise e validação, ampliando a participação social de toda a população e de setores interessados na discussão acerca da Educação Ambiental.

O Secretário Municipal do Ambiente, Francisco Barbosa Leite deu início à reunião agradecendo a presença de todos e ao trabalho da Agevap e do Grupo MYR durante todo o processo de elaboração do ProMEA de Barra do Piraí. Francisco reforçou a importância da Educação Ambiental: “Em um projeto ambiental, nenhuma técnica será absorvida pela comunidade se não for feito um grande trabalho de Educação Ambiental”.

Em seguida, o evento foi conduzido pela mobilizadora social, Dayane Ervatti e pela técnica do Grupo MYR e Coordenadora do ProMEA, Marina Guimarães, que fizeram um apanhado sobre o projeto até chegar a esta etapa e agradeceram ao Grupo de Acompanhamento do município e a todos que participaram, de alguma forma, do processo de elaboração do Programa de Educação Ambiental de Barra do Piraí.

Marina apresentou como se deu o funcionamento da Consulta Pública, realizada durante trinta dias para que a população pudesse apontar suas demandas e necessidades no âmbito municipal para a educação ambiental. Em seguida, a Equipe MYR apresentou alguns apontamentos que surgiram na Consulta Pública. Após esse momento, os participantes puderam fazer novos apontamentos e observações ao ProMEA.

A equipe da MYR finalizou a Audiência reforçando que o ProMEA não se encerra agora. “Finalizamos essa etapa aqui. Mas o ProMEA continua ‘andando’. Ele é um documento orientador e deve ser revisto sempre. E está aberto à participação de todos”, defendeu Marina.