Plano de Aplicação Plurianual

No dia 25 de fevereiro, o diretor-geral do Comitê Guandu, Decio Tubbs, reuniu-se com representantes do INEA e da AGEVAP para definir e concluir as diretrizes do Plano de Aplicação Plurianual do Comitê (PAP). A reunião, realizada na sede do Comitê Guandu, na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), entre outras ações, ajustou os valores comprometidos para o uso no período entre os anos de 2014 e 2016.

Para que as ações possam efetivamente ser executadas, necessita-se da aprovação da resolução do PAP, na reunião plenária do Comitê, prevista para abril. Decio destacou a importância do plano, que atua como orientação para a aplicação dos recursos arrecadados na bacia: É preciso racionalizar e aplicar de forma eficiente os recursos disponíveis, de acordo com as metas do Plano de Bacia, é basicamente um planejamento. No Plano de Bacia você concebe as ações e no PAP você viabiliza a aplicação desses recursos.